O Túnel do Tempo
Olá visitante!

Não há atividade neste fórum atualmente. Queira dirigir-se à seção de História do Fórum PiR2

http://pir2.forumeiros.com/

Muito obrigado.

Reformas Bourbônicas

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Reformas Bourbônicas

Mensagem por Kelvin Brayan em 28th Junho 2011, 12:56

Olá amigos, eu elaborei um resuminho das Reformas Bourbônicas efetuadas no século XVIII. Vejam, se ficou legal:

Motivo: evitar o comércio contrabandeado e melhorar as estruturas administrativas coloniais.

Mudanças:
* Suspensão da política de porto único e do sistema de frotas, que outrora foram estabelecidos pela Casa de Contratação, importante órgão tributário espanhol;

* Criação do correio marítimo;

* Aumento de impostos;

* Redução do poder dos cabildos ou ayuntamientos;

Consequência: exacerbação do espírito emancipacionista das colônias hispânicas, uma vez que os criollos, descendentes de espanhóis nascidos na América, detinham poderes limitados pela Coroa. Por isso, a Independência das colônias espanholas teve caráter elitista.

Correto?


Kelvin Brayan
Membro Ativo
Membro Ativo

Mensagens : 106
Data de inscrição : 28/06/2011
Idade : 24
Localização : Varginha - MG

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Reformas Bourbônicas

Mensagem por EuclidesPiR2 em 28th Junho 2011, 17:11

É isso. A ascenção dos Bourbons na Espanha, após a guerra de sucessão, apoiados por França e Inglaterra está na raiz dessas reformas:

Reformas bourbônicas - Espanha, século XVIII

A ascensão dos Bourbons ao trono espanhol, após a morte de Carlos II de Habsburgo, trouxe modificações profundas nas relações coloniais. Lembremos, de inicio, que a guerra de sucessão espanhola (1700-1713) não se reduziu ao
plano interno, sendo, antes de tudo, uma guerra entre França e Inglaterra pela hegemonia na Europa. A entrada dos Bourbons, e a aproximação com a França, levou a Espanha a uma série de concessões à Inglaterra. Pelo Tratado de Utrecht (1713), a Espanha cedeu aos ingleses o direito de enviar uma determinada quantidade de mercadorias, anualmente, aos portos coloniais, além do cobiçado direito de asiento (monopólio da venda de licenças para o tráfico de escravos africanos nas colônias).

Apesar de tudo, e sob os influxos do pensamento ilustrado do século XVIII, os Bourbons trataram de assumir uma política de recuperação nacional, visando, em primei¬ro lugar, à modernização econômica do país e, em segundo lugar. à restauração dos vínculos monopolistas com a América. Contando com uma relativa superação da conjuntura depressiva (aumento da população, da produção agrícola, etc), os Bourbons procuraram abolir as aduanas internas e
estimular a manufatura nacional, a fim de livrar o país da dependência externa. Quanto às colônias, fizeram amplas reformas administrativas e comerciais, culminando com a política “recolonizadora” de Carlos III (1759- 1788).

Entre outras medidas, foram criadas companhias de comércio para monopolizarem certos produtos coloniais —Barcelona, Zaragoza e Guipuzcoa —, e suprimiu-se o sistema de “exclusivo” montado pelo Habsburgo: o regime de porto único extinguiu-se em 1778, sendo autorizados 13 portos espanhóis para o comércio colonial, e o regime de frotas e galeões terminou abolido em 1798.
Ao contrário do que supõem alguns autores, o período bourbônico não significou a instauração do “livre comércio” com a América, mas tão-somente uma ampliação do “exclusivo”, e sua remodelação institucional, visando justamente ao reforço dos vínculos coloniais. Medidas “modernizantes” no plano interno e uma política “recolonizadora” nosnegócios americanos, eis o sentido profundo das reformas bourbônicas do século XVIII.

Deste modo, muitos dos circuitos intercoloniais pro¬movidos no século XVII e inícios de XVIII passaram ao controle da metrópole, particularmente os que envolviam metais preciosos e produtos tropicais. A política de diversificação
econômica” adotada pelos Bourbons — à qual muitos atribuem a difusão do cacau na Venezuela, do açúcar em Cuba, e do tabaco em Nova Granada —, não passou, em muitos casos, de uma reorientação das exportações coloniais em favor da metrópole.

Na conjuntura do século XVIII, sobretudo após 1750, a América caiu novamente sob o controle político e comercial da Espanha, do qual só sairia com a crise da independência.

VAINFAS, Ronaldo. Economia e Sociedade na América Espanhola. Rio de Janeiro : Graal, 1984.

EuclidesPiR2
Administrador

Mensagens : 169
Data de inscrição : 25/03/2010
Localização : São Paulo

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Reformas Bourbônicas

Mensagem por Kelvin Brayan em 28th Junho 2011, 17:33

Obrigado!

Kelvin Brayan
Membro Ativo
Membro Ativo

Mensagens : 106
Data de inscrição : 28/06/2011
Idade : 24
Localização : Varginha - MG

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Reformas Bourbônicas

Mensagem por Conteúdo patrocinado Hoje à(s) 11:13


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum