História

um fórum para se discutir as questões ligadas aos vários aspectos da História da Humanidade

Convidado - Bem vindo ao Túnel do Tempo

Tópicos similares

    Caracteristicas da Idade Média

    Compartilhe

    Bruno Barreto

    Mensagens: 16
    Data de inscrição: 29/03/2010
    Idade: 24
    Localização: Pernambuco

    Caracteristicas da Idade Média

    Mensagem por Bruno Barreto em Seg Mar 29, 2010 2:27 pm

    1- Conceito:

    - É o modo, sistema, sócio-econômico dominante, no medievo. É derivado de feudo: área, direito do senhor sobre pessoas, coisas e terras.

    2- Periodização:

    a. Séc. III - VIII - formação do Feudalismo, tem início com as primeiras invasões bárbaras;

    b. Séc. VIII - XI - apogeu do Feudalismo;

    c. Séc. XI - XV - decadência.


    3- Características Econômicas e Sociais:

    - A terra é o maior símbolo de riqueza e poder;

    - Economia Agrícola de auto-abastecimento;

    - Economia de Subsistência: só se produzia o que se comia, não produziam excedentes;

    - Economia de subsistência rural. Baseia-se nas relações servis de produção. Relações verticais do Sr. Feudal com os servos, que consistem no Sr. Feudal permitir que o servo produza e habite nos feudos e em troca os servos realizam algumas obrigações para os Senhores Feudais;

    - Comércio extremamente reduzido, baseado na troca;

    - Fazia-se feiras locais, regionais;

    - Surgem mais tarde as primeiras Indústrias > transformação de matéria prima em produto com valor de mercado: azeite, vinho, lanífera, cerâmica, metalurgia (armas e armaduras);

    - Economia amonetária (economia não se baseia na moeda);

    - O camponês é servil, relação de trabalho servil;

    - Sociedade estratificada ou estamental;

    - Sociedade Estamental: sem mobilidade social. Não há mudança social. A sociedade era dividida em estamentos;

    - Mobilidade social quase impossível;

    - Relações sociais- verticais ou horizontais;

    - Relações sociais de servidão entre o Senhor das terras e o Camponês (servo)- não possuidor de terras- o servo deve obrigações ao senhor feudal. É uma relação vertical;

    - Relações jurídico-políticas de Vassalagem: é a relação entre dois nobres. É uma relação horizontal. Os dois senhores feudais juram fidelidade e trocam benefícios e homenagens recíprocas;

    Pirâmide social "de baixo p/ cima": Laboratores(servos), Belatores( Nobreza), Oratores (Clero)



    Terras

    - Burgo: Centro urbano, cidade;

    - Burgomestre: administrador;

    - Burguês: habitante do burgo > a) Povo graúdo; b) Povo Miúdo.


    4- Características Políticas

    - Poder Político descentralizado nas mãos do Rei e centralizado nas mãos do senhor Feudal > Característica Política;

    - Trabalho Servil:os servos trabalhavam em troca de proteção;

    - Estado monárquico feudal (base- relação de subsistência e vassalagem entre a nobreza e o Rei);

    - Caráter Ideológico;

    - Igreja Católica (formadora de idéias).


    5- Modo de Produção:

    a) Manso Senhoril: era o local dentro do feudo trabalhado pelo servo durante aos dias da semana e de onde toda a produção obtida pertenceria exclusivamente ao senhor feudal. Quatro dias por semana se trabalhava nessa região pela Corvéia;

    b) Manso Servil: era o local dentro do feudo também trabalhado pelos servos e de onde metade da produção pertenceria ao senhor feudal e outra metade aos servos. Trabalhava-se ai três dias da semana;

    c) Campos Abertos: local de freqüência comum, onde geralmente era utilizado como lazer.


    6- Relação de Trabalho:

    - Era para legitimar as obrigações servis.

    a. Corvéia: trabalhos gratuitos e obrigatórios realizados pelos servos durante alguns dias na semana nas terras do manso senhoril;

    b. Talha: taxa paga pelo servo ao senhor feudal que consistia em metade da produção obtida no manso servil;

    c. Banalidade: taxa paga pelo servo pelo uso de determinadas localidades do feudo;

    d. Capitação: taxa que o servo pagava ao senhor feudal por cada membro de sua família dentro do feudo;

    e. Dízimo: taxa paga à Igreja Católica pelo fato do servo respeitar a Igreja e ainda “comprar um terreno no céu”;

    f. Taxa de casamento: era paga pelo servo ao senhor feudal, quando aquele fosse se casar com uma mulher pertencente a outro feudo;

    g. Taxa de nascimento: taxa paga pelo servo, quando o seu filho nasce;

    h. Taxa de justiça: é a taxa que o servo pagava ao senhor feudal para que se fizesse justiça dentro do feudo;

    i. Taxa da mão-morta: taxa que o servo pagava ao senhor feudal para ocupar heranças.


    7- Suseranos e Vassalos

    - Suserano: nobre que doa a terra;

    - Vassalo: nobre que recebe a terra para nela trabalhar;

    >> Vassalagem e suserania formavam um sistema sócio-econômico da Idade Média entre um vassalo e seu suserano. Nesta relação de reciprocidade, o vassalo recebia terra, objetos materiais ou até mesmo um castelo de seu suserano. Em troca, o vassalo devia oferecer fidelidade absoluta e proteção ao seu suserano.

    Havia uma cerimônia denominada "homenagem", que muitas vezes poderia acontecer dentro de uma igreja, para selar os laços entre vassalo e suserano.

    O rei, geralmente, era o suserano com mais poder na Idade Média, sendo que seus vassalos eram, principalmente, senhores feudais e cavaleiros. Estes senhores feudais e cavaleiros também possuíam vassalos, formando, na Idade Média, extensos laços de vassalagem. Desta forma, num momento de guerra, milhares de guerreiros eram mobilizados.

    Nas Cruzadas, por exemplo, os cristãos conseguiram mobilizar milhares de guerreiros, para combater os muçulmanos na Terra Santa, graças as inúmeras relações de vassalagem e suserania que existiam na Europa Medieval.



    8- Poder Ideológico da Igreja

    - A Igreja tinha grande poder ideológico e coercitivo sobre as pessoas da época. Até hoje a Igreja possui grande influência cultural.

    >> Introdução

    No ano de 391, a religião cristã foi transformada em religião oficial do Império Romano. A partir deste momento, a Igreja Católica começou a se organizar e ganhar força no continente europeu. Nem mesmo a invasão dos povos bárbaros (germânicos) no século V atrapalhou o crescimento do catolicismo.

    A influência da Igreja

    Durante a Idade Média (século V ao XV) a Igreja Católica conquistou e manteve grande poder. Possuía muitos terrenos (poder econômico), influenciava nas decisões políticas dos reinos (poder político), interferia na elaboração das leis (poder jurídico) e estabelecia padrões de comportamento moral para a sociedade (poder social).

    Como religião única e oficial, a Igreja Católica não permitia opiniões e posições contrárias aos seus dogmas (verdades incontestáveis). Aqueles que desrespeitavam ou questionavam as decisões da Igreja eram perseguidos e punidos. Na Idade Média, a Igreja Católica criou o Tribunal do Santo Ofício (Inquisição) no século XIII, para combater os hereges (contrários à religião católica). A Inquisição prendeu, torturou e mandou para a fogueira milhares de pessoas que não seguiam às ordens da Igreja.

    Por outro lado, alguns integrantes da Igreja Católica foram extremamente importantes para a preservação da cultura. Os monges copistas dedicaram-se à copiar e guardar os conhecimentos das civilizações antigas, principalmente, dos sábios gregos. Graças aos monges, esta cultura se preservou, sendo retomada na época do Renascimento Cultural.

    Enquanto parte do alto clero (bispos, arcebispos e cardeais) preocupava-se com as questões políticas e econômicas, muitos integrantes da Igreja Católica colocavam em prática os fundamentos do cristianismo. Os monges franciscanos, por exemplo, deixaram de lado a vida material para dedicarem-se aos pobres.

    A cultura na Idade Média foi muito influenciada pela religião católica. As pinturas, esculturas e livros eram marcados pela temática religiosa. Os vitrais das igrejas traziam cenas bíblicas, pois era uma forma didática e visual de transmitir o evangelho para uma população quase toda formada por analfabetos. Neste contexto, o papa São Gregório (papa entre os anos de 590 e 604) criou o canto gregoriano. Era uma outra forma de transmitir as informações e conhecimentos religiosos através de um instrumento simples e interessante: a música.

    A Igreja Católica Hoje

    Atualmente, a Igreja Católica é muito diferente do que era na Idade Média. Hoje, ela não tem mais todo aquele poder e não pratica atos de violência. Pelo contrário, posiciona-se em favor da paz, liberdade religiosa e do respeito aos direitos dos cidadãos. O papa, autoridade máxima da Igreja, pronuncia-se contra as guerras, terrorismo e atos violentos. Defende também a união das pessoas, principalmente dos países mais ricos, na luta contra a pobreza e a miséria.

    9- As diversas formas de lazer durante a Idade Média, diversão entre nobres e camponeses, cotidiano :

    Introdução

    Nem só de guerras, religião e trabalho viviam os homens na Idade Média. O lazer era um importante componente cotidiano que servia, muitas vezes, como válvula de escape para os conflitos e tensões cotidianas. Tantos nobres quanto camponeses tinham estes momentos de diversão.

    Lazer dos nobres

    Torneios medievais

    Os nobres (senhores feudais, cavaleiros, reis, duques, etc) gostavam muito dos torneios medievais. Estes torneios eram espécies de jogos competitivos em que cavaleiros armados se enfrentavam entre si. Montados em cavalos, usando armaduras, lanças e escudos, estes cavaleiros lutavam para demonstram suas habilidades como guerreiro. Era comum cavaleiros saírem gravemente feridos ou até mesmo mortos durante a realização destes torneios.

    Caça

    A caça de animais selvagens também era uma outra forma de lazer muito valorizada pela nobreza. Montados em cavalos e acompanhados de cães de caça, os nobres entravam nos bosques e florestas para caçarem raposas, coelhos, alces, javalis e outros animais selvagens.

    Festas nos castelos

    Eram comuns as festas realizadas pelos nobres em seus castelos. Momento em que convidavam amigos e parentes para um banquete. Nestas festas, eram comuns a presença de músicos, grupos de teatros, dançarinos, mágicos, etc.


    Lazer dos camponeses (servos)

    Embora tivessem uma vida muito desgastante e sofrida, os servos (camponeses) também conseguiam arrumar tempo para a diversão. A dança e a música eram as principais formas de lazer entre os camponeses na Idade Média. As crianças brincavam de lutas e imitavam os cavaleiros que admiravam com armas de brinquedos feitas de madeira.

    10- A decadência do feudalismo

    - Houve uma superpopulação nos feudos e os alimentos não eram suficientes;

    - Cruzadas: guerras religiosas, também conhecidas como Guerras Santas, criadas pelo papa Urbano II e incentivadas por Pedro, o Eremita.

    Filmes sobre a Idade Média

    1-Joana D'arc
    Ano: 1999
    Direção: Luc Besson
    Gênero: Biografia / guerra / histórico
    Temática: Guerras e revoluções

    2-Coração Valente
    Ano:1995
    Direção: Mel Gibson
    Gênero: Guerra
    Temática: Revolução, conquista territorial, luta pela independência da Escócia

    3-O nome da rosa
    Ano: 1986
    Direção: Jean-Jacques Annaud
    Gênero: Suspense / Drama
    Temática: religião, Igreja na Idade Média, vida dos monges

    4-Cruzada
    Ano: 2005
    Direção: Ridley Scott
    Gênero: Guerra / Ação / Drama
    Temática: guerras religiosas entre cristão e muçulmanos na Idade Média

    5-As brumas de Avalon
    Ano: 2001
    Direção: Uli Edel
    Gênero: Drama / Fantasia
    Temática: Lenda do rei Arthur

    Carlos Costa

    Mensagens: 19
    Data de inscrição: 26/03/2010
    Idade: 30
    Localização: Porto, Portugal

    Re: Caracteristicas da Idade Média

    Mensagem por Carlos Costa em Qui Abr 01, 2010 11:32 am

    Foi uma época pouco brilhante na Europa, que se baseou no desnorte após a Queda do Império Romano do Ocidente. A criação do Sacro Império Romano-Germânico foi uma tentativa de restabelecer a ordem e glória de outrora.

    Uma época intensamente marcada por o Feudalismo.

    Ninja

    Mensagens: 6
    Data de inscrição: 26/05/2012
    Idade: 18
    Localização: Brasil

    Re: Caracteristicas da Idade Média

    Mensagem por Ninja em Sab Maio 26, 2012 9:04 pm

    Segundo os historiadores,a idade média foi a idade de maior atraso cientifico e tecnológico.
    Uma das grandes causas disso foi que o clero declarava os cientistas (alquimistas) bruxos e caçava-os afim de prende-los ou mata-los.
    Outra grande causa,novamente foi que o clero detinha o podere e com ajuda do rei,mantinha o 3° estado ignorante, pois se o povo medieval adquirisse conhecimento,saberia que o rei nao era um representante de Deus na terra e que não morreriam fulminados por Deus se o não obedececem ao rei e ao clero

      Data/hora atual: Sex Jul 25, 2014 12:56 pm