O Túnel do Tempo
Olá visitante!

Não há atividade neste fórum atualmente. Queira dirigir-se à seção de História do Fórum PiR2

http://pir2.forumeiros.com/

Muito obrigado.

Como se escreve a História!?

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Como se escreve a História!?

Mensagem por Crises em 16th Novembro 2012, 02:33

As pessoas, nas suas leituras, quando se depararam com livros que contam a história ou com materiais didáticos já devem ter-se perguntado (ou deveriam) como a história é escrita. Nesta questão temos várias questões: temos um sujeito, uma prática e um lugar (De Certeau).

O sujeito (historiador) seria uma pessoa subjetiva que escreve a mandado do seu interesse. Portanto, não está ligado ao estado, a religião ou alguma doutrina limitadora. Isto não impede que o escritor seja católico ou petista, mas mostra que o historiador é um sujeito autônomo.

A prática envolve as teorias que lhe convencem e que o mesmo a defende nas suas escritas. No campo teórico podemos citar o marxismo, o positivismo, o historicismo, a Escola dos Anales etc. Esta teoria aplicada a um objeto (a fonte histórica) que pode ser um documento escrito gera uma problemática. Isto é, perguntas referentes à fonte histórica: quem escreveu, por que escreveu, qual a intuição do autor, qual recepção do povo e por ai vai. Estes questionamentos são guiados por uma metodologia que possibilita uma “não-relativização da história”. Por mais que o historiador seja subjetivo (escreve sobre o que gosta), se ele seguir a metodologia de forma científica, a resposta de suas perguntas serão parecidas com a de outro historiador.

O lugar, se pensarmos bem, é um local polêmico. Por quê? È onde o historiador produz. E há algum problema no que ele escreve? Não, “polêmica” nenhuma! Porquê ele não escreve o que quer, mas o que a instituição aceita. Existem “leis silenciosas” dentro das instituições. Ninguém diz, mas todos sabem que existem. Vamos dar um exemplo extremo para facilitar a compreensão: nenhum historiador, no Brasil, nega o holocausto, pois nenhuma faculdade permite este posicionamento. Isto seria um exemplo extremo como dito, mas as coisas ocorrem de maneira mais simples: como criticar o PT ou o PSDB se a faculdade se a maioria da faculdade segue estas bandeiras?

Claro que não há censuras, mas é impossível lançar um livro (é um absurdo de caro) com o apoio do governo criticando ele. Se o historiador é financiado pelo Estado, ele não poderá criticar o governo diretamente.
Quem apresenta esta visão (eu a mostrei de forma um pouco pessimista) é um historiador francês chamado Michel De Certeau. O livro dele mais famoso aqui no Brasil, a “Escrita da história”, é bastante denso, mas a leitura vale a pena.

Crises
Membro Regular
Membro Regular

Mensagens : 16
Data de inscrição : 13/09/2011
Idade : 25
Localização : Guaratuba

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum